Coronavírus: recuperações ultrapassam mortes

0
295

O coronavírus 2019-nCoV tem sido a principal preocupação do mundo. Hoje, a bolsa de valores da China abriu com o pior desempenho desde 2015. A Uber do México chegou a banir temporariamente usuários suspeitos de infecção, e a Apple fechou lojas na China. Mesmo no Brasil, que ainda não teve nenhum caso confirmado, a procura por máscaras em farmácias chegou a triplicar nos últimos dias.

Mesmo em meio a uma pânico mundial, existem boas notícias. O número de pessoas que se recuperaram do coronavírus já é maior do que as mortes causadas pela infecção. Na tarde desta segunda-feira (03), 362 pessoas haviam morrido, mas 536 estavam totalmente recuperadas.

Os dados são de um mapa criado pela universidade John Hopkins, nos EUA. Ele reúne informações da Organização Mundial da Saúde (OMS) e outras instituições internacionais sobre o número de infectados, mortos e pacientes recuperados da infecção.

Como ocorre a recuperação?

Na maioria dos casos, a manifestação do coronavírus equivale a de um resfriado comum. Os sintomas são tosse, febre e dificuldade de respirar, incluindo pneumonia em casos mais graves. Também já foram registrados casos de infecção sem a manifestação de sintomas.

O tratamento envolve cuidar dos sintomas do paciente, já que ainda não há remédio capaz de eliminar o vírus imediatamente. Mesmo assim, a maioria dos infectados acaba se recuperando por si só.

O corpo se livra do coronavírus da mesma forma que expulsa um resfriado. O sistema imunológico acaba varrendo o vírus do organismo, resultando em uma recuperação completa. O problema acontece quando o sistema imunológico não vai bem.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui