Cotado para a PGR, Augusto Aras deu festa para cúpula do PT

Festa teria acontecido na casa de Augusto Aras há 6 anos com a presença de Zé Dirceu.

0
72

Cotado para assumir a PGR (Procuradoria Geral da República), o subprocurador Augusto Aras deu uma festa para o núcleo duro do PT (Partido dos Trabalhadores). A festividade foi na casa de Aras em agosto de 2013 e contou com a presença do ex-ministro José Dirceu e do ex-presidente do partido Rui Falcão.

As informações são do portal Uol, que teve acesso a uma foto da festa. Na imagem, Aras apareceu ao lado da mulher, do ex-deputado petista Emiliano José, do atual deputado Zé Neto (PT-BA) e da ex-ministra Eva Chiavon (Casa Civil).

Segundo o Uol, a festa foi para comemorar o lançamento de 1 livro de Emiliano sobre lembranças da época da ditadura militar.

Além dos petistas, também estava na festa o ex-procurador-geral da República Rodrigo Janot. À época, Janot ainda não tinha assumido o cargo –o que foi concretizado 1 mês depois.

Em 1 discurso no evento, Aras homenageou Emiliano, a quem chamou de amigo. Então presidente do PT, Rui Falcão, usou sua fala para enaltecer o momento político do Brasil. Fez elogios a então presidente Dilma Rousseff, que estava no meio de seu 1º mandato.

FAVORITO DE BOLSONARO

O presidente Jair Bolsonaro disse na última 5ª feira (8.ago.2019) que o subprocurador Augusto Aras “ganhou 1 pontinho positivo” para ser o novo procurador-geral da República após ser “criticado” pela imprensa.

“Hoje veio uma matéria no Antagonista copiando a Folha, criticando o Augusto Aras. Então eu vou dizer à Folha e ao Antagonista que Augusto Aras ganhou 1 pontinho mais positivo, tá ok?”, disse o presidente na ocasião.

A reportagem que o presidente cita foi publicada pela Folha com o título: “Preferido de Bolsonaro para PGR já citou slogan de Lula e defendeu teses da esquerda”. Em 2016, Augusto Aras afirmou que direita radical explorava “doutrina do medo”, segundo a publicação.

Bolsonaro afirmou que tem 5 nomes mais cotados entre aqueles que poderá escolher como novo procurador-geral. Aras é o mais forte. Se reuniu 5 vezes com o presidente desde que começou a corrida pelo cargo.

Ele foi recomendado a Bolsonaro pelo ex-deputado federal Alberto Fraga, do DEM de Brasília e coronel da reserva da Polícia Militar.

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here